Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
4





                                              

                            

 

 

 


Anabela Silvestre
Anabela Silvestre

Entrevista com a escritora e poetisa portuguesa, ANABELA ALEXANDRA GASPAR SILVESTRE

 

Quem é:

Anabela Alexandra Gaspar Silvestre nasceu em 1978, na Covilhã, Portugal, onde reside.

Mestre em Língua, Cultura Portuguesa e Didática, pós-graduada em Ciências Documentais – Opção de Biblioteca e Documentação e licenciada em Língua e Cultura Portuguesas (Ensino) pela Universidade da Beira Interior.

Sócia da APP (Associação Portuguesa de Poetas) e da APE (Associação Portuguesa de Escritores).

Autora da obra poética Retalhos de Alma e coautora em diversas Antologias e Coletâneas – textos em prosa e em verso.

Apaixonada pela fotografia obteve o 1.º Prémio no âmbito da Categoria – Rostos e Figuras, - com a foto Olhar Intemporal - pela participação no XXII Concurso Fotográfico de Manteigas, organizado pela Câmara Municipal de Manteigas, em 2008. 

Gosta de ler, escrever, meditar, ouvir música, apreciar os inúmeros encantos da natureza…

 

 

Suas obras:

  • Autora da obra poética Retalhos de Alma, 2014

 

  • Participou como coautora, nas seguintes publicações:

 

POESIA

  • Por Amor a la Poesía, Letras con Arte, março 2014
  • Alma de Poeta, Letras con Arte, julho 2014
  • Poetas d´hoje, Vol. I, Grupo de Poesia da Beira Ria – Aveiro, outubro 2014
  • Antologia APP 2014 – Vol. XVIII, Associação Portuguesa de Poetas, outubro 2014
  • Antologia Poética 2014, Calçada das Letras, dezembro 2014
  • Coletânea Poética 2014 – Espontâneos de Natal, Composição: Maria Graça Melo, dezembro 2014
  • Boletim Informativo e Cultural da APP nº 68, 2014
  • Boletim Informativo e Cultural da APP nº 69, 2014
  • Coletânea Poética Namorar é Preciso, Org.: Maria Graça Melo, fevereiro 2015
  • Antologia Amor Eterno, Nós Poetas Editamos, fevereiro 2015
  • Coletânea Café com Poesia, Livreto Leveza da Alma – Vol.IX, Sociedade Mundial dos Poetas, São Paulo, Brasil, fevereiro 2015
  • Antologia Logos - Edição Especial – Mulheres pela Paz, março 2015
  • Antologia Logos Nº 13 da Fénix, março 2015
  • Antologia Literarte, Associação Internacional de Escritores e Artistas, Brasil, março 2015
  • Palavras de Cristal – III Vol., Modocromia Edições Lda., março 2015
  • Coletânea do grupo – A Poesia caminha pela Pastelaria, Pastelaria Studios Editora, março 2015
  • Coletânea Amo Amar Você – Vol. III, Grupo Amo Amar Você, Editora Literarte, Brasil, abril 2015

PROSA

  • Cartas Breves – Me olvide decir…, Letras con Arte, Madrid, abril 2014
  • Pensamientos para la Eternidad, Letras con Arte, Madrid, maio 2014
  • Microrrelatos – Soy feliz con…, Letras con Arte, Madrid, junho 2014
  • Microrrelatos – Vacaciones de Verano Inolvidables, Letras con Arte, Madrid, agosto 2014
  • Antología de Cartas – Mi Viaje, Letras con Arte, Madrid, setembro 2014
  • Histórias Breves – Tematica Libre, Letras con Arte, Madrid, outubro, 2014
  • Relato Breve – Amores, Letras con Arte, Madrid, outubro 2014
  • Narrativa – El mundo que me gustaría, Letras con Arte, Madrid, novembro 2014
  • Relato Breve – Sentimientos, Letras con Arte, Madrid, dezembro 2014
  • Microrrelatos – La Navidad, Letras con Arte, Madrid, dezembro 2014
  • Narrativas – Vidas, Letras con Arte, Madrid, janeiro 2015
  • Microrrelatos – Ódio que…, Letras con Arte, Madrid, janeiro 2015
  • Histórias Breves – Tema Libre, Letras con Arte, Madrid, fevereiro 2015
  • Antología de Cartas – Mi Amor, Letras con Arte, Madrid, fevereiro 2015
  • Relato Breve de Terror – Fantasmas, Letras con Arte, Madrid, março 2015
  • Microrrelatos – Fuego, Aire, Agua, Tierra, Letras con Arte, Madrid, março 2015
  • Coletânea A Despedida, Papel D´Arroz Editora, março 2015
  • Notebook - Leves Brisas, Papel D´Arroz Editora, março 2015
  • Narrativa – Viajes, Letras Con Arte, Madrid, abril 2015
  • Historias Breves – La mar y sus gentes, Letras con Arte, março 2015

 

1.Como surgiu a escritora e poetisa Anabela Silvestre

 

A escrita sempre esteve presente na minha vida desde criança. Gostava imenso da disciplina de Língua Portuguesa. Lembro-me que no meu 5.º ano de escolaridade tive um professor excecional que nos motivava a escrever composições sobre temas específicos e as melhores eram lidas perante a turma. Eu fui uma das contempladas e gostava de me dar assim a conhecer aos outros colegas. Nesta época comecei a gostar verdadeiramente de escrever.

   Depois fui estudando, estudando e ingressei no Curso de Língua e Cultura Portuguesas na Universidade da Beira Interior, Covilhã, Portugal. Durante a minha formação académica aprofundei o estudo de diversos autores portugueses, brasileiros, africanos… Após cinco anos de estudo ingressei no Mestrado em Língua, Cultura Portuguesa e Didática onde continuei a ampliar os meus conhecimentos em literatura.

  No ano de 2014 lancei o meu primeiro livro de poesia intitulado Retalhos de Alma, uma espécie de diário onde apaziguei todas as minhas dores e sentires, numa fase difícil da minha vida.

 

2. Fale de você e seus projetos literários

 

Brevemente irei lançar um novo livro… Desta vez optei pela prosa. É um testemunho de um quotidiano de afetos. Escrevo o que verdadeiramente sinto e observo, procurando expressar sentimentos de amizade, compreensão, ternura, amor pelo outro e pela natureza… Para mim, o olhar é essencial para poder alcançar amplamente o mundo real.

Todos os dias escrevo textos em prosa e em verso. Alguns são publicados em Antologias em Portugal, Brasil e Espanha. Guardo outros textos para editar novos livros.

E tenho outros projetos que ainda não posso revelar porque não sei quando irão ser realizados.

 

3. O que você acha de ser escritora em Portugal? Como está o mercado literário em seu país e nos demais países da Europa? No Brasil, somos um país de poucos leitores, onde a literatura nacional não é valorizada e o custo de edição é alto. Alguma comparação entre a literatura em nossos países?

 

Poucos autores conseguem manter-se só com os rendimentos provenientes da venda dos seus livros. A importância necessária para a sua edição é elevada e nem sempre têm o retorno do seu investimento. É necessário que as editoras invistam mais na divulgação dos novos autores e das suas obras. Quem exerce uma segunda profissão tem menos dificuldades em editar os seus livros. Mas o tempo escasseia para se dedicarem à escrita, perdendo-se assim muitos talentos.

É preciso batalhar imenso para conquistar o nosso espaço. É um longo e árduo caminho a percorrer.  

 

4.Qual o meio usado para publicação de seus livros?

 

Costumo enviar as minhas obras para algumas editoras e após a sua aceitação opto pela que me oferece melhores condições e avanço com edição do livro.

Eu gosto muito do livro em formato de papel, de folhear um livro apesar de ser adepta das novas tecnologias como o ebook e de estar sempre em constante aprendizagem. Faz parte do ser humano a reciclagem permanente.

Tal como eu inúmeras pessoas gostam de ter o livro nas mãos, de folhear, de ler… parece que estão mais perto do autor e sentem todo o seu sentir.

 

5. Por que você recomenda a leitura de seus livros? Deixe uma mensagem para seus leitores.

 

Porque falo de sentimentos, de olhares singelos que capto diariamente. A simplicidade de um gesto… É um desabafo da alma… E qualquer  um de nós em algum momento se sente assim… E ao ler constatamos que não estamos sós!

Viver e aproveitar o momento Carpe Diem porque esta vida é muito efémera! O que realmente tem relevância são os sentimentos que nutrimos pelos outros e que eles nos ofertam também.

 

Página de escritora:

https://www.facebook.com/anabelagasparsilvestreescritora

 

E-mail: anabela.g.silvestre@gmail.com