Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
5





                                              

                            

 

 

 


Sylvia Plath / Descobertos Textos Inéditos nos EUA
Sylvia Plath / Descobertos Textos Inéditos nos EUA

INÉDITOS DE SYLVIA PLATH DESCOBERTOS NOS ESTADOS UNIDOS

 

A descoberta aconteceu na Lilly Library, localizada na Universidade de Indiana, em Bloomington, durante uma pesquisa que o acadêmico Peter K. Steinberg fazia para o lançamento de um novo livro sobre a celebra poetisa Sylvia Plath.

 

Os poemas estavam registrados em folhas de carbono guardadas em um dos muitos cadernos de Sylvia. Ambos haviam sido datilografados e tinham sido vistos previamente pelo pesquisador que não pudera identificar com clareza o conteúdo devido à idade avançada dos papéis.

 

Peguei o papel-carbono de dentro do caderno, segurei-o contra a luz e fiquei intrigado. Eu tinha uma pequena lanterna e uma lupa, e fiquei surpreso quando consegui ler um pouco do texto. Reconheci o título de um dos poemas, ‘Megrims’, e lembrei que já havia visto essa palavra listada em um dos calendários de bolso de Plath. Foi aí que eu percebi: Este é um poema perdido!”, relembra Steinberg.

 

Datados de 1956, os escritos foram criados no início do conturbado relacionamento da autora com seu marido, o poeta britânico Ted Hughes. O primeiro, To a refractory Santa Claus, foi escrito após a volta de sua lua de mel, em dezembro do mesmo ano.

 

No segundo poema, Megrims (depressão), um eu lírico feminino paranoico relata, num monólogo a um médico, uma série de acontecimentos perturbadores, como aranhas em xícaras de café e objetos estranhos que encontra na banheira.

 

Este, segundo o estudioso, foi mais difícil de decifrar devido ao seu tamanho e complexidade dos versos, mas é um exemplo da habilidade da autora em transformar suas experiências pessoais em arte.

 

Os poemas foram publicados no livro THESE GHOSTLY ARCHIVES: THE UNEARTHING OF SYLVIA PLATH, parceria entre o pesquisador e a escritora Gail Crowther. Ainda não há previsão para uma edição em português.

Fonte: Jornal do Comércio/Panorama em 19/06/2017.