Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
5





                                              

                            

 

 

 


Retrato número 7
Retrato número 7

RETRATO NÚMERO 7

A professora chega à escola e a porta está fechada. São quase oito horas da manhã. Aproxima-se da janela da secretaria e percebe que lá dentro estão a vice-diretora, a diretora e uma professora, parente da diretora. Então, a professora fala: “Bom dia, cheguei. Podem abrir a porta?” Ninguém responde à professora. Uma mãe de aluno se aproxima da mesma janela e solicita um documento para as profissionais que estão por lá. A vice-diretora providencia o documento, enquanto isso a professora aguarda abrirem a porta para ela entrar. Já vai bater! A diretora caminha até a janela, entrega o documento à mãe. Não vê a professora ali em sua frente e nem a cumprimenta, dá as costas e volta para o lugar ao qual estava. As professoras continuam o bate-papo. A outra professora decide pedir novamente: “Gente, preciso entrar, abram a porta!” Dessa vez, a parente da diretora vira-se para a professora e diz, vou abrir e aperta o botão do controle remoto e a porta se abre.

À tarde, a mesma professora (invisível) retorna à escola e a mesma porta está fechada. Então, ela se aproxima da janela da secretaria e, percebendo que ela está apenas encostada, abre a janela e grita: “Meninas, cheguei!”. Silêncio na escola. No pátio, o burburinho dos alunos. Novamente, a professora, grita: “Estou aqui fora, abram a porta!”. Mais uma vez o silêncio se repete. Uma professora aparece em frente à porta, está descendo as escadas, olha para a porta mas não vê a professora invisível que, mais uma vez, tenta se fazer presente: “Abram a porta! Quero entrar”!. Dessa vez, a professora bate na porta, bate no vidro da porta e... Nada! Somente quando está faltando um minuto para bater uma das professoras aparece e caminha até a porta, abrindo-a para a colega de serviço.

Enfim, a professora entra na escola. Na sala dos professores, aquela professora que descia as escadas e que não havia visto professora invisível está deitada no sofá, conversando com a diretora e as demais professoras. A professora cumprimenta as colegas professoras... Ouvem-se alguns resmungos. Será que era uma retribuição ao cumprimento?

Por fim, o sinal toca e a todas as professoras vão pegar seus alunos lá fora para levá-los à sala de aula e ensinar-lhes o que é ser bem educado e respeitar o próximo. E viva a Educação no Brasil!

 

E se fosse você?