Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
1





                                              

                            

 

 

 


Retrato número 2
Retrato número 2

 

Retrato número 2:

A professora leva para a sala de aula uma música “em inglês” e, juntamente com a audição, os alunos têm a letra da canção para acompanhá-la. A letra da canção foi dada na aula anterior a fim de que os alunos tentassem, sem auxílio da internet, descobrir o que aquela letra dizia.

Durante a audição da música os alunos são convidados e incentivados a cantar a música com o auxílio da letra. Alguns apenas acompanham a letra da música com o olhar. Eis que um aluno não acompanha a aula e para piorar resolve falar umas piadinhas ou debochar dos colegas que estão tentando, timidamente, acompanhar a música. A professora fala:

- #%##%#%#%#,  vamos parar com gracinha e acompanhar a música!

O aluno faz que nem é com ele e continua com as piadinhas, agora falando bem alto. A professora repreende-o:

- Chega de conversa! Pega a sua letra e acompanha a música. Se não quiser cantar, não canta, mas não atrapalha quem quer cantar.

O aluno dá uma risada, debocha dos colegas e continua falando e rindo no meio da aula. A professora, outra vez, dirige-se ao aluno e diz:

- Chega!!! Fica quieto e para de incomodar a aula! Não quer fazer nada, não faz!

O aluno ri e quando a professora inicia, novamente o cd, ele volta a puxar assunto com outros colegas e a debochar dos demais alunos. Nesse instante, a professora grita:

- Chega! Cala a boca e para de atrapalhar a aula!

O aluno levanta da cadeira e grita:

- Que cala a boca! Vem calar! Te arrebento a sua cara!

Todos os colegas da classe param. A professora conta até 1000 e deixa esfriar os ânimos. Reinicia a música, novamente. Agora o menino fica quieto. Ao final da música (desta vez consegue ir até o fim), distribui aos alunos a tradução da música e pede que eles comparem com a tradução imaginada e criada por eles em casa. Desce até o SOE, pede para buscarem o menino na sala. A mãe do aluno, que mora perto, é chamada à escola.

No SOE a mãe, ao ouvir o caso do menino, grita para a professora:

- Quem você pensa que é para gritar com o meu filho e mandar ele calar a boca!!!

Obs.: Aluno com histórico familiar de pai cumprindo pena no presídio.

E então, e se fosse com você?