Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
15





                                              

                            

 

 

 


Pontuação
Pontuação

 

PONTUAÇÃO

Os sinais de pontuação determinam a pausa, a entonação e o ritmo da leitura.  A ausência ou o emprego inadequado desses recursos gráficos pode comprometer a clareza de um texto.

 

VÍRGULA

Emprega-se a vírgula, no período simples, para:

 

Separar, numa enumeração, os termos com a mesma função sintática:            Sua observação foi agressiva, irônica, antipática.

 

Separar o aposto:                                                                                                     Fernanda, atriz talentosa, foi homenageada.

 

Separar o vocativo:                                                                                        “Bom dia, Sr. Hagar...”

 

Separar adjunto adverbial anteposto:                                                                    Durante o carnaval, na Bahia, não choveu.

 

Separar nomes de lugar, em datas e endereços:                                             Brasília, 10 de fevereiro de 1999. / Rua do Ouro, 228.

 

Separar palavras ou expressões explicativas:                                                      O diretor titubeou, isto é, não concordou de pronto com a decisão.

 

Indicar a supressão do verbo (zeugma):

Nós preferimos café, e eles, chá.

 

Emprega-se a vírgula, no período composto, para:

Separar orações coordenadas aditivas não ligadas pela conjunção e:

Viajou no fim de semana, foi visitar os pais.                                                   (orações coordenadas assindéticas)

 

Separar orações, coordenadas pela conjunção e, que apresentam sujeitos diferentes:

 Desfiz as malas, e saímos juntos.

 

Separar orações subordinadas adjetivas explicativas:

  Seus olhos, que eram negros, brilhavam muito.

 

Separar orações subordinadas adverbiais, sobretudo quando antepostas à principal:                                                                                                          Embora vivesse no interior, vinha muito à capital.

 

Separar orações intercaladas ou interferentes: 

As ofensas, disse ela, foram graves!

 

PONTO E VÍRGULA

Emprega-se o ponto e vírgula para indicar uma pausa mais longa que a da vírgula, nestes casos:

 

Separar, em um período de certa extensão, as partes que tenham orações já separadas por vírgulas:                                                                    

“Já tive muitas capas e infinitos guarda chuvas, mas acabei me cansando de tê-los e perde-los; há anos vivo sem nenhum desses abrigos, e também, como toda gente, sem chapéu.” Rubem Braga.

 

Separar os itens em uma enumeração:                                                                A prova constará de: a) um estudo de texto; b) cinco questões gramaticais contextualizadas; c) uma redação sobre o tema abordado no texto.

 

DOIS PONTOS

Empregam-se os dois pontos para:

Introduzir uma fala:

A aeromoça aproximou-se:

- Os passageiros devem permanecer sentados até o pouso da aeronave.

 

Introduzir uma citação:                                                                                    “Pois estava escrito em cima do jornal: em São Paulo a Polícia proibira comícios na rua e passeatas, embora se falasse vagamente em motins de tarde no Largo da Sé.” Mário de Andrade.

 

Introduzir uma enumeração:

“Procurei o motivo do apelido curioso, nada vi semelhante ao objeto da comparação: um homem atento, grave, de rosto inexpressivo.”  Graciliano Ramos.

 

RETICÊNCIAS

Empregam-se as reticências para:

Indicar suspensão de pensamento:   

   “Essa incapacidade de atingir, de entender, é o que faz com que eu, por instinto de... de que?” Clarice Lispector

 

Indicar dúvida, surpresa ou hesitação:                                                               “- E as obras de Tormes? A igreja... Já haverá igreja nova?” Eça de Queirós.

 

 

PONTO DE INTERROGAÇÃO

Emprega-se nas frases interrogativas diretas:

“- Os homens de barco estão armados?” Daniel Defoe

 

PONTO DE EXCLAMAÇÃO

É usado após uma interjeição ou frase exclamativa, para expressar chamamento, emoções, ordem ou pedido:

            Saia do meu quarto!

 

PONTO FINAL

O ponto final indica a pausa máxima.  É empregado no final de uma oração absoluta ou da oração de um período composto:

“Corria o mês de março de 1603.  Era portanto um ano antes do dia em que se abriu esta história.” José de Alencar

 

ASPAS

Empregam-se as aspas para:

Indicar o início e o final de uma citação: 

 “Conta um velho manuscrito beneditino que o Diabo, em certo dia, teve a ideia de fundar uma igreja.”  Machado de Assis

 

Destacar uma palavra ou expressão:

Os “anjinhos” já estão prontos? O ônibus escolar chegou.

 

 

PARÊNTESES

Empregam-se os parênteses:

Para intercalar uma ideia acessória ou uma oração num texto:   

“Houve um discurso; o prefeito (que naquele mesmo ano seria derrubado e preso) disse algumas palavras.” Rubem Braga

 

Nas referências bibliográficas:    

“Mas quando olhar a mancha viva na minha camisa, talvez fala uma careta e me deixe passar.”    

                                      (Buarque, Chico. Estorvo.

            São Paulo: Companhia das Letras, 1992.)

 

Nas indicações cênicas (rubricas) das peças de teatro.  Nas rubricas se marcam os movimentos, os gestos que o ator deve fazer:                          “Tomás – É meu, tenho dito.

Sampaio – Pois não é, não, senhor... (Agarram ambos no leitão e puxam cada um para seu lado.)” Martins Pena

 

 

TRAVESSÃO

Emprega-se o travessão para:

Indicar uma fala ou a mudança de interlocutor, nos diálogos:                         “- Você não precisa de pílulas?

- Que pílulas?

- Essas para acalmar.

- Eu sou calma – disse Luciana com um meio sorriso.”

                    Lygia Fagundes Telles

 

Enfatizar expressões ou frases:

“Foi poeta – sonhou – e amou na vida."  Álvarez de Azevedo

 

 

Dicas de Gramática/02.11.2014/Nell Morato