Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
3





                                              

                            

 

 

 


O Jornal Deve Focar no Conteúdo Exclusivo
O Jornal Deve Focar no Conteúdo Exclusivo

O JORNAL DEVE FOCAR NO CONTEÚDO EXCLUSIVO, DIZ DIRETOR DE O GLOBO

 

COMUNICAÇÃO: LÍDER DA REDAÇÃO DE UM DOS MAIORES DIÁRIOS DO PAÍS, ASCÂNIO SELEME PARTICIPOU DO EVENTO EM PAUTA ZH, PROMOVIDO POR ZERO HORA, EM PORTO ALEGRE, PARA FALAR DO FUTURO DO JORNALISMO.

 

As estratégias de O Globo foram o tema da palestra de Ascânio Seleme, diretor de Redação do diário carioca, na terceira edição deste ano do projeto Em Pauta ZH – Debates sobre Jornalismo, realizada na noite da última quarta-feira.

 

Mediado pela diretora de redação de Zero Hora, Marta Gleich, o debate teve a participação de colaboradores do Grupo RBS e de convidados.  Seleme dividiu sua apresentação em três etapas: mudanças recentes, apostas atuais e projeções para o futuro, sempre destacando o caráter de conteúdo para as plataformas online.

 

Há dois anos, O Globo alterou rotinas e fluxos de trabalho, antecipando o horário de chegada das equipes, para que o site estivesse atualizado e operasse com vigor desde o início da manhã.  Hoje, a Redação está concentrada em oferecer aos leitores grande quantidade de conteúdo exclusivo (em reportagens especiais e investigativas) e multimídia (são 10 vídeos produzidos ao dia) – prestando-se muita atenção aos números da audiência, mas sem se curvar totalmente a isso, enfatizou Seleme.

 

No segundo semestre, deve ser realizada uma ampla pesquisa para conhecer melhor os leitores, e os resultados permitirão que se façam ajustes na edição impressa.

 

- Antes, o centro da casa, a sala de visitas, era o papel.  Hoje, não.  Hoje, o site é Deus, é o imperador, e o móbile é a luz, é o caminho – afirmou o jornalista.

 

Seleme ressaltou que O Globo impresso continua sendo foco de criatividade.  Recentemente, dada a grande quantidade de notícias em um único dia, o jornal inovou, circulando com duas capas – ao pé da primeira, lia-se “continua a seguir”.  Quando o Senado aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, em maio, a edição em papel foi concluída apenas ao final da votação em Brasília, às 7h30min, o que fez com que o jornal com a manchete atualizada, “Dilma afastada”, chegasse à casa dos assinantes às 11h30min.

 

- Ainda não sei se acertamos, mas essa edição vai ficar na história – observou o jornalista.


Ao passar a responder a questões da plateia, Seleme foi instigado, em mais de um momento, a fazer um “exercício de futurologia”.  Segundo o palestrante, só será possível obter respostas a partir das próximas eleições presidenciais, em 2018:

 

- Estamos misturando a nossa crise com a crise do país.  Estamos com presidente afastada, presidente da Câmara afastado.  E uma situação caótica que se reflete em todos os negócios, não só no nosso.  A situação só vai ficar clara e transparente, para o bem ou para o mal, depois de 2018.

 

JORNALISTA DEIXOU RECADO A ESTUDANTES

 

Diante de um público com bom número de estudantes universitários, Seleme deixou uma mensagem para os profissionais que disputarão espaço no mercado de trabalho daqui para a frente.

 

- O jornalismo é uma das melhores profissões que existem, é um serviço público que a gente presta.  É fundamental a responsabilidade: Não errar, errar o mínimo possível, e, se errar, corrigir rapidamente.

 

Catarinense de 59 anos, Seleme começou a carreira como repórter no Jornal de Santa Catarina e passou pelas TVs Globo e Manchete, revista IstoÉ e jornal Gazeta Mercantil.  Em sua trajetória, conquistou três Prêmios Esso, um Prêmio CNT de Jornalismo e outras importantes distinções da área.  Na sua segunda passagem por O Globo, Seleme assumiu o cargo de diretor de Redação em agosto de 2011.

 

“É sempre bom compartilhar experiências.  Elas reforçam nossa crença no valor do conteúdo e na relevância da qualidade do jornalismo como diferencial.  Também acredito que a garantia do bom jornalismo está na qualidade das pessoas.  Na RBS, temos muita gente qualificada e pensando todo dia em como podemos fazer para entregar o melhor conteúdo, a partir da necessidade do nosso público.  É um compromisso da RBS liderar a discussão sobre o futuro da comunicação, e eventos como o Em Pauta cumprem bem esse papel.”  Claudio Toigo Filho – CEO de Mídias do Grupo RBS

 

“A gente está muito acostumado com o jornalismo do Rio Grande do Sul.  É legal ver a perspectiva de uma pessoa de fora.”  Felipe Goldenberg – 18 anos, estudante de jornalismo da UFRGS

 

“Me chamou muito a atenção a preocupação dele de defender o exercício da profissão com o garantia da democracia.”  Lúcia Rosa da Silva – 20 anos, estudante de jornalismo da UniRitter.

 

<> O projeto Em Pauta ZH traz jornalistas de diferentes perfis a Porto Alegre para refletir sobre os rumos da profissão.

 

<> O evento é direcionado a profissionais da área, professores e alunos de jornalismo.

 

 

Fonte:  Zero Hora em 8 de julho de 2016