Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
12





                                             

                            

 

 

 


JackMichel
JackMichel

ENTREVISTA: escritora JackMichel

 

Sua Biografia:

JackMichel é o primeiro grupo literário na história da literatura mundial, composto por duas escritoras: Jaqueline e Micheline Ramos. São irmãs e nasceram em Belém/PA (Brasil). O tema de suas obras é variado visto que possui livros escritos nos gêneros ficção, poesia, romance, fábula e conto de fadas.

Publicações: Arco-Jesus-Íris (Chiado Editora, 2015), LSD Lua (Drago Editorial, 2016), 1 Anjo MacDermot (Drago Editorial, 2016), Sorvete de Pizza Mentolado x Torpedo Tomate (Drago Editorial, 2016), Ovo (Drago Editorial, 2016), Papatiparapapá (Editora Illuminare, 2017), Sixties (Helvetia Edições, 2017), Tim, O menino do Mundo de Lata (Helvetia Edições, 2017) e Anotações Da Lagarta Papinha (Editora Leia Livros, 2018).

Seus contos e poemas constam em antologias internacionais bilíngues. Também foi destaque em diversos jornais e revistas online de literatura, artes e cultura. Recebeu Menção Honrosa no Prêmio de Excelência Literária “Troféu Corujão das Letras”, conquistou o 3º Lugar no Concurso Cultive de Literatura “Prêmio ALALS de Literatura” e o 1° Lugar no II Festival de Poesia de Lisboa. Seu slogan é “A Escritora 2 Em 1”.

 

Suas Obras:

 

Livro: Arco-Jesus-Íris

Autora: JackMichel

Editora: Chiado
Ano: 2015

Páginas: 112

ISBN: 978-989-51-4420-4

Na colorida época do Flower Power, Satanás decide visitar o arco-íris psicodélico de Jesus Cristo e, lá chegando, o louro e jovem Jesus hippie, vestindo calça boca-de-sino e jaqueta jeans, conta a ele como faz para fazer o bem vencer o mal e o leva a conhecer os 7 círculos de seu arco-íris, que são 7 círculos de cores diferentes: no Círculo Violeta ele encontra Sharon Tate e Charles Manson, bem como as demais pessoas envolvidas no caso Tate; no Círculo Anil ele encontra Mao Tsé-Tung e os chineses massacrados durante a Revolução Cultural; no Círculo Azul ele encontra Heinrich Himmler e os prisioneiros mortos nos campos de concentração nazistas; no Círculo Verde ele encontra a Talidomida e algumas crianças deformadas pela pílula; no Círculo Amarelo ele encontra Jim Morrison e as entidades indígenas que o levaram a morte; no Círculo Alaranjado ele encontra Oscar Wilde e os responsáveis por sua tragédia particular; no Círculo Vermelho ele encontra Thomas Blanton e as vítimas do atentado de uma igreja batista em 15 de setembro de1963. Após constatar que o mal realmente não existe naquele paraíso, Satã vai e conta ao mundo que é tempo de Paz e Amor.

Pontos de Venda:
Livraria Chiado Editora (Portugal)

https://www.chiadoeditora.com/livraria/arco-jesus-iris

Livraria Cultura (Brasil)

http://www.livrariacultura.com.br/p/arco-jesus-iris-46098023

Booktrailer Arco-Jesus-Íris – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=iBjgF0DkAik&t=34s

 

 

Livro: LSD Lua

Autora: JackMichel

Editora: Drago Editorial
Ano: 2016

Páginas: 176

ISBN: 978-85-69030-30-0

J. Jack Jack é um jovem normal que leva uma vida convencional: mora com sua namorada numa casa com pássaros de louça dependurados nas paredes e gatos domésticos. A época é a colorida década de 60 com seus slogans de igualdade racial, da liberação das drogas, da contracultura, do sexo livre e do Flower Power. Aos 20 anos ele decide experimentar o ácido lisérgico e, como consequência, chega em LSD Lua, a lua de sua cabeça e vira o Astronauta dos Desregramentos. Neste lugar alucinógeno, cheio de multifacetadas sensações, ele se depara com personagens psicodélicos criados pelo poder de sua alucinação. Ali o jovem astronauta J. Jack Jack passa pela terrível experiência de uma bad trip, onde se vê metamorfoseado em animal grotesco, caçado por caçadores homicidas e morto. Passado o efeito da droga, ele percebe que está em sua casa e que o aparelho de televisão está ligado em alto volume. Apurando a vista nota que as imagens mostradas na TV são as enviadas ao vivo pelo módulo lunar da Apollo 11, que mostram quando Neil Armstrong estendeu seu pé esquerdo e imprimiu na Lua a primeira pegada humana e, em seguida, pronunciou a frase que passou à história: “É um passo pequeno para o homem, mas um salto gigantesco para a humanidade.”. Ao ouvir tais palavras que jogavam de vez o homem no futuro, o astronauta J. Jack Jack sorriu ao pensar que, enquanto ele voltava da LSD Lua de sua cabeça, os três astronautas da Apolo 11 chegavam de fato à Lua, satélite da Terra, e que tudo aquilo aconteceu no dia 20 de julho de 1969.

Pontos de Venda: 
Livraria Drago Editorial

http://www.livrariadragoeditorial.com/products/lsd-lua-jackmichel/

Amazon

https://www.amazon.com/dp/8569030304/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1486162996&sr=8-1&keywords=lsd+lua

Spot Televisivo LSD Lua – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=Khg1oKH6WKo

 

 

Livro: 1 Anjo MacDermot

Autora: JackMichel

Editora: Drago Editorial
Ano: 2016

Páginas: 334

ISBN: 978-85-69030-53-9

 

Um cara é atropelado por um caminhão e fica jogado dias à beira de uma estrada, pedindo ajuda a qualquer um. Como não aparecesse sequer viva alma para lhe oferecer auxílio, ele grita com toda a força dos seus pulmões: “Ei, louco anjo de fumaça! Pare aí o teu carro e me dê uma carona até o Mundo do Incenso Colorido, onde sorrir é preciso e a juventude se dá bem! Pois lá, não se pagam impostos... lá, não existem conflitos... lá, não ferem os ouvidos com as bombas do Vietnã! Pois tudo lá é brilhante (oh, anjo) e a magia se sobrepõe à razão, nos dedos plenos da ‘erva’ que estão na tua mão!”. No exato instante em que foi proferida esta prece psicodélica, surge diante dele 1 anjo MacDermot todo feito da mais rarefeita fumaça cor de cinza clara, que diz: “Ok. Vamos girar entre as flores vítreas do plástico jardim das árvores de aço!”. Então, esse anjo o leva para um lisérgico lugar chamado Mundo do Incenso Colorido. Nesse paraíso artificial, ele passa a viver e a ser feliz: o anjo de fumaça cuida de suas feridas com desvelo de médico amigo e ele volta a andar. Logo, o cara acidentado deslumbra-se com as flores de vidro, as árvores de aço, a grama plástica e o brilho purpurinado do incenso furta-cor que paira por toda a atmosfera... Visita a ermida erguida em honra de Nossa Senhora da Psicodelia e conhece todos os cinco níveis que compõem este jardim: o 1º (mais claro e espaçoso), o 2º (onde há a ermida), o 3º (o mais exuberante de todos), o 4º (onde o incenso é mais denso) e o 5º (onde fica o estranho Cemitério do Tempo). Certo dia, porém, o anjo revela-lhe a história de sua vida contada na ordem cronológica dos fatos que constituem a década de 60. E após descobrir a verdadeira identidade desse anjo, o cara perde tudo o que conseguira ganhar.

Pontos de Venda: 
Livraria Drago Editorial

http://www.livrariadragoeditorial.com/products/a1-anjo-macdermot-jackmichel/

Amazon

https://www.amazon.com/dp/8569030533/ref=sr_1_fkmr0_4?ie=UTF8&qid=1488904757&sr=8-4-fkmr0&keywords=1+banjo+macdermot

Spot Televisivo 1 Anjo MacDermot JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=dmVR-jE07pU&t=31s

 

 

Livro: Sorvete de Pizza Mentolado x Torpedo Tomate

Autora: JackMichel

Editora: Drago Editorial
Ano: 2016

Páginas: 104

ISBN: 978-85-69030-60-7

No um do um de nenhum existe o alto País do Isopor que sempre vai rumo ao nada, que é tudo. Dentro da deslumbrante Colina de Papel fica a Cidade de Papel que finalmente fica dentro do isolante-térmico, País do isopor. Neste lugar mágico, certo dia, foram parar um imenso sorvete com cascalho de trigo e cremosa cabeça redonda de pizza de mozzarella lambuzada de menta e um descomunal torpedo de explosivo corpo alongado feito de atomatada massa de tomate temperado. Lá chegando encontram Clarenvaldo, o feliz feiticeiro feito de fitas finas de flexível papel, com seu cavalo de gelado e escuro corpo de Pepsi-Cola, salgada-estalada crina de batatas fritas e suculentos cascos de sanduíche recheados de queijo, presunto e maionese. Então, o feiticeiro os convida a fazer Viagens do Por Aí. Então, montados no louco cavalo Pepsi-Cola Cola-Pepsi, os três conhecem: o País do Isopor, todo leveza, com seu brilhoso céu incolor envernizado de isopor e solo transparente acolchoado de isopor com embolados sacos plásticos, onde ouvem as Falantes Vozes Faladas que nunca falavam nada, mas que sempre respondiam tudo o que lhes era perguntado... a Cidade de Papel que nada mais era do que um imenso campo com solo de papelão, onde cresciam os Papelins-Capins, pastavam os Cavalos-Gelatina e pingavam os Olhos de Cílios-Bar... a Colina de Papel que era tão alta e distante de tudo quanto se pudesse estar, onde flores, pássaros e besouros isoporados fugiam na forma de bolotas móveis de poliestireno e na qual viviam os Marcianos-Bichos-Miolos-Flores. Enquanto fazem as maravilhosas viagens montados no cavalo de Pepsi-Cola, o Sorvete e o Torpedo vão ensinando coisas sobre a Guerra do Vietnã a Clarenvaldo que, cada vez mais envolvido no contexto do conflito, passa a procurar uma fórmula antiguerra que torne o mundo feliz.

Pontos de Venda:
Livraria Drago Editorial

http://www.livrariadragoeditorial.com/products/sorvete-de-pizza-mentolado-x-torpedo-tomate-jackmichel/

Amazon

https://www.amazon.com/Sorvete-Mentolado-Torpedo-Tomate-Portuguese/dp/8569030606/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1486404340&sr=8-1&keywords=sorvete+de+pizza

Spot Televisivo Sorvete De Pizza Mentolado X Torpedo Tomate - JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=Zn5xRdnwJvQ

 

 

Livro: Ovo

Autora: JackMichel

Editora: Drago Editorial
Ano: 2017

Páginas: 98

ISBN: 978-85-69030-72-0

 

Londres da década de 60. Na Pensão Blue Direction reside Bunny Babb, um estudante da Universidade de Cambridge. Ele adorava ovos; para ele um ovo merecia ser tratado com atenção, cuidado, dedicação... pois, lá dentro daquela frágil casca, havia vida na sutil albumina chamada “clara” e na rica parte central amarela chamada “gema”. Assim, ele observava-os, estudava-os, analisava-os horas inteiras, como se todo o universo estivesse concentrado ali naquela junção do óvulo com o espermatozoide. Mas ele não os adorava simplesmente por possuírem a forma elíptica, ovalada, oviforme, ovoide das coisas únicas incomuns que não tem rival no mundo, e sim, porque um dia ele deixara cair e quebrar um ovo na cozinha da casa de seus pais, em Winchester (Hampshire), e não esquecera mais aquele fato: ele ficara impressionado com o mar alaranjado de gema espalhada entre a transparência da clara e a casca branca quebrada em muitos pedaços. Ninguém sabia daquilo, nem mesmo seus seis amigos. Fora a rotina das aulas da universidade, tudo por ali foi mudando de tal forma que o véu cinza do mistério indecifrável foi pintando, devagar, aquele céu-arco-íris em céu-chumbo, dando a todas as coisas um toque trêmulo de delirium tremens. Então, Bunny Babb se vê cada vez mais envolvido numa trama de pesadelos onde ele encontra personagens estranhos como o Sr. Ovo Magnífico, os ovofrancidanêses, o B. B. Flor, seis dráculas, que vivem dentro de um Mundo-Jardim. Para resolver seu trauma de infância ele tem uma sessão de psicanálise com o Dr. Freud, num confortável divã da Consciência Cósmica da Flor e, enfim, consegue ter uma vida normal.

Pontos de Venda:
Livraria Drago Editorial

http://www.livrariadragoeditorial.com/products/ovo-jackmichel/

Amazon
https://www.amazon.com/dp/856903072X/ref=sr_1_4?s=books&ie=UTF8&qid=1489097501&sr=1-4&keywords=ovo

Spot Televisivo Ovo – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=dsBd0O_e5WI

 

 

Livro: Papatiparapapá

Autora: JackMichel

Editora: Editora Illuminare
Ano: 2017

Páginas: 53

ISBN: 978-85-68904-64-0

A presente obra tem por objetivo elaborar uma miscelânea de escritos artísticos fundamentais, mais além daqueles expressamente enumerados no catálogo formal de uma literatura. O livro é composto por sessenta poesias infantis, contendo ainda as obrigatórias dedicatória e citação. O poema Saci Cisá: “Êta ente endiabrado, danado como ele só! Negrinho pula aqui... pula acolá... De carapuça na cabeça, lembra a Mula sem Cabeça Ou, quem sabe, o Boi Tatá!” trata de explorar o imaginário do folclore brasileiro, para o fim de apresentar uma noção plausível de cultura popular em sentido material e, em consequência, de cultura popular não imaginada. No poema Reinol Bolacha: “Reinado de bolacha, nascido em meio à massa... Metade açúcar? Pedaços de fruta? Não! Araruta!” nota-se que o sentimento estético através da palavra é uma questão de interpretação e aplicação da própria invenção. O poema Conto de Baile: “Um... dois... um... dois... passos de baile. Era? Talvez, num conto de alguma Era!” é reservado para o exame da justificação dos fundamentos da arte na teoria do faz de conta, defendendo a beleza natural da estesia. No poema Aniverbolorefri: “Chupe hoje seus dedos... Diga “Aá, Eê”! Você é o melhor livro que existe... A melhor pessoa que se lê!” a ilusão da alegria é mostrada como um truque competente para resolver o problema das diferentes formas de emoções sentidas e demonstradas, bem como o objeto do encanto na magia. O poema Duque Porcelânio: “A quem será que o Duque ama? Serei eu a insigne dama? Mas não há resposta... só flama...” busca os critérios de reconhecimento do sublime de acordo com o traço lírico do século XIX, afirmando que ele pode ser tomado como moderno ou contemporâneo decorrente da fantasia e das quimeras intocáveis. No mais, reticências.

Ponto de Venda:
Livraria Illuminare

https://www.livrariailluminare.com.br/papatiparapapa

Book Trailer Oficial da obra Papatiparapapá - JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=qbC4iWoCsTo

 

 

Livro: Sixties

Autora: JackMichel

Editora: Helvetia Edições
Ano: 2017

Páginas: 95

ISBN: 978-85-698529-32-2

Não é necessário ir muito longe ou perscrutar a fundo os andurriais das opiniões expendidas pelo sentido particular das pessoas em maioria, para descobrir o que foram os 60’s; pois rigoristas insossos, enleados na dissimetria de suas mais sutis inclinações, são peremptórios e taxativos em repetir o axiomático refrão: sexo, drogas e rock’roll. Mas a geração Baby Boomer que viveu esta época que revolucionou o século XX com sua moda, jargão, estereótipos e cores acusa muito mais que isso: festivais de música, protestos vigentes pelas guerras da ordem geral, ideário do psicodelismo saído pela boca sem preconceito da liberdade e, sobretudo a ruptura no modo de pensar com o advento do Flower Power ligado a cultura underground e a ideologia hippie da não violência, haja vista criar um mundo para a juventude onde o lema maior era “paz e amor”. Neste contexto, Sixties traz 65 poemas como 7438 O Copo de Leite de Bruce Brown, FlakerBakerWaterloo, Sábado Interestelar Sorvete de Morango, Abraços Bolha de Sabão, Disque Sam Maconha Blá-Blá-Blá, Quem É Jack Ship?, Na Rua da Calça Jeans, Seja Como os Mágicos Olhos da Papoula!, A Tarde É Azul, Ecos da Swinging London, que tem por meta retratar os bastidores destes anos deitando-os num divã de terapia para tratar suas anomalias patogênicas e íntimas, pois para compreender a psicologia de algo não basta ouvir suas palavras, é preciso entender seu pensamento.

Ponto de Venda:
Helvetia Edições - Loja

https://www.helvetia-edicoes.com.br/shop

Spot Televisivo da obra Sixties – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=FqOHYwE6Ukw

 

 

Livro: Tim, O Menino do Mundo de Lata

Autora: JackMichel

Editora: Helvetia Edições
Ano: 2017

Páginas: 24

ISBN: 978-85-69852-33-9

Domingo sempre foi um dia especial para Tim, pois ele não tinha de ir à escola e nem de carregar inúmeras latas de conserva até o armazém de sua mal-humorada mãe. Nesse dia da semana, Tim corria até o quintal de sua casa e lá despejava o seu imenso saco cheio dos mais diversos tipos de latas. Em meio às latas o menininho era feliz, esquecendo-se das sovas que levava de sua malvada mãe. E lá bem no fundo daquela cabeça infantil, Tim esperava que algo de maravilhoso acontecesse e mudasse sua rotina tão comum. Toda vez que brincava com suas muitas latas enfileiradas, ele pensava em ir a um tal Mundo de Lata, lugar criado por ele mesmo, onde tudo e todos tinham o corpo, a cabeça, o coração de lata, e eram muito felizes. E assim, o pequenino deixava-se envolver pela fantasia e fechava os olhos dizendo: “Imagine só! Imagine só! Eu fui para o Mundo de Lata, de uma vez só!”. Certo domingo, algo magnífico realmente aconteceu! Quando Tim abriu seus olhos viu o reflexo prata do estranho uniforme de lata de três soldadinhos que se apressaram em mostrar-lhe tudo que existia no Mundo de Lata: flores, pássaros, árvores e até um gigantesco sol de lata que brilhava insistentemente. Porém, ele descobriu que ali nunca chovia, pois a chuva os enferrujaria. Então, o pequeno compreendeu toda a fragilidade que envolvia aquele lugar, sentiu saudade de sua mãe e resolveu voltar para casa. Quando voltou ele logo viu sua mãe que, correndo, veio abraçá-lo. Abraçando-a com carinho o pequeno Tim notou que estava arrependida e que sua vida agora seria feliz ali mesmo nos limites do quintal de sua casa, entre latas e mais latas que, quem sabe, qualquer dia desses o conduziriam novamente ao prateado Mundo de Lata!

Ponto de Venda:
Helvetia Edições – Loja

https://www.helvetia-edicoes.com.br/product-page/tim-o-menino-do-mundo-de-lata

Spot Televisivo da obra Tim, O Menino do Mundo de Lata JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=vNetlo9xB9Q

 

 

Livro: Anotações Da Lagarta Papinha

Autora: JackMichel

Editora: Leia Livros
Ano: 2018

Páginas: 20

ISBN: 978-85-69579-14-4 

 

Papinha é uma lagarta dissímil das demais haja vista anotar seu dia a dia num diário, que é este livro. Ela embasou seu dileto caderno de anotações nos sete dias da semana e nos horários da manhã, tarde e noite. Da segunda-feira até o domingo, vai preenchendo as páginas com todas as minudências de seu cotidiano de inseto da ordem Lepidoptera. No início da narrativa ela escreve, pela manhã: “Hoje é segunda-feira. O meu dia preferido da semana”... de tarde: “Voltei para casa bastante satisfeita. Pois trazia a minha sacola carregadinha de folhas de feijão-verde”... e na noite: “Neste exato momento, estou sonolenta”. Na terça-feira, ao levantar, registra: “Hoje é terça-feira. Dia de muito trabalho. Por isso, eu resolvi fazer uma rápida faxina”. Já no meio da semana que corre, a lagarta, logo de manhã, registra: “Hoje é quarta-feira. Dia ideal da semana para fazer visitas”... pela tarde, continua tomando nota dos eventos daquele dia: “Acabo de voltar, feliz da vida, da casa de Azedinha”... e, também, à noite: “Estou neste momento em minha cama esperando o sono chegar”. Na quinta-feira de tarde, revela, satisfeita: “Neste instante, o meu bolo já está assando no forno”... e, à noite, arremata: “Comi cada bocado do meu bolo”. No dia que se seguiu, então pela tarde, lembra que: “Já são 6h da tarde. E eu continuo paralisada, somente respirando”. Sábado, de noite: “Felizmente, a dor de cabeça foi embora. E eu estou livre para jantar e repousar”. E no domingo, termina por nos dar uma bela lição de vida: “Finalmente descobri que, a verdadeira felicidade, é aquela que encontramos em nosso dia a dia”.

Ponto de Venda:
Editora Leia Livros - Livraria

http://www.leia-livros.com/product-page/anota%C3%A7%C3%B5es-da-lagarta-papinha

Book Trailer Oficial da Obra Anotações da Lagarta Papinha - JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=3NS_atm9t9Q

 


ENTREVISTA:

Fale sobre a Jaqueline.

Jaqueline “Jack” Ramos é o coração da dupla JackMichel, com seu it visionário e utopista. Nascida em 20 de fevereiro, seu signo é Peixes. Sua comida favorita é sorvete, seu ator Gary Cooper e seu filme “Matar Ou Morrer” (1952). Livro: Um Amor Para Sempre, de Barbara Cartland. Uma curiosidade: quando criança ela ganhou de presente o livro “A Lagostinha Encantada” e depois de lê-lo o rasgou por completo. Junto com Michel ela forma o primeiro grupo literário na história da literatura mundial, composto por duas escritoras.

 

 

Fale sobre a Micheline.

Micheline “Michel” Ramos é o cérebro da dupla JackMichel, com seu raciocínio crítico-analítico. Nascida em 30 de novembro, seu signo é Sagitário. Seu prato favorito é sanduíche, seu ator Yul Brynner e seu filme “Synanon” (1965). Livro: Scomparsa D’Angela, de Alessandro Pavolini. Uma curiosidade: quando criança ela adorava jogar futebol e brincar com carrinhos de fricção. Junto com Jack ela forma o primeiro grupo literário na história da literatura mundial, composto por duas escritoras.

 

 

Como surgiu a escritora JackMichel, a escritora 2 em 1?

O primeiro grupo da história da literatura mundial surgiu por acaso, da necessidade de juntar textos. Quando Michel começou a rascunhar seus primeiros manuscritos com cerca de 12 anos de idade (época em que lia amiúde vates do século XIX com a mesma velocidade que se come pipocas), Jack sua irmã e parceira literária, já pegava na pena. Anos depois, haja vista termos acumulado muito material escrito, decidimos unir os calhamaços. Daí tivemos o timing certo para mover esse meio tão estático da literatura convencional, composto meramente por autores individuais: dar vida a uma terceira pessoa, JackMichel, cujo slogan é “A Escritora 2 em 1”. Mas Jack e Michel não escrevem juntas. A concepção de uma obra é planeada pelo know-how técnico e criativo de ambas; já o critério utilizado para a elaboração da escrita se dá unindo as cotas de texto a posteriori. Trocando em miúdos: às vezes Jack escreve a maior parte de um livro e separa trechos para Michel preencher, outras, esta cria o título e aquela a compõem; sendo que, ao fim do trabalho, não se consegue detectar os enxertos realizados de tão coesos, são o rigor formal e a estilística da expressão. Uma mescla perfeita tal qual o queijo com a goiabada, o café com o leite, o arroz com o feijão.

 

 

Vocês transitam por vários gêneros literários, qual o preferido e porquê?

Tendo Oscar Wilde, Andersen, Lewis Carroll e Allan Poe escrito livros em multifários gêneros literários, hauri na fonte de suas novelas, poemas, romances e contos fantásticos; contudo, eles inspiram-me somente para dar forma ao texto que construo. Pois quem se influencia sobremodo por outrem acaba desvalorizando sua própria identidade, o que não deixa de ser uma nota introdutória ao anulamento mais ou menos voluntário.

 

 

Já participaram de várias feiras internacionais, como os escritores brasileiros são recebidos no exterior?

Devo dar congratulações às associações culturais internacionais que desenvolvem as atividades artísticas e culturais entre escritores de língua lusófona e europeus e assim dão apoio a sua participação em eventos literários que os divulgam no Brasil e no exterior. Tal empreendimento tem um papel operativo nessa engrenagem e favorece efetivamente o intercâmbio de ideias, talentos, criações, planos, ao projetá-los de uma só vez no caleidoscópio da literatura mundial.

 

 

O que você acha de ser escritora em um país de poucos leitores, onde a literatura nacional não é valorizada e o custo de edição é alto?

Embora não agrade a gregos e troianos vou falar. Os livros teriam menor custo e maior acessibilidade nas massas se os governantes observassem a máxima "Ler é beber e comer. O espírito que não lê emagrece como o corpo que não come." de Victor Hugo. Mas, se os preços disparam a toda brida nos supermercados e nos postos de gasolina, como as livrarias ficariam ilesas deste efeito borboleta? Afinal de contas, a lógica comunicacional e a hermenêutica moderna são factíveis de serem empregadas em tudo e algo mais. Estamos bem longe do ano de 1922, que produziu a Semana de Arte Moderna, no Brasil; e o que se vê hoje é que mercado editorial brasileiro tem um pouco de tudo: terror, romance, infantil, policial, fantasia, erótico, ficção, autoajuda, suspense, poesia, etc. Mas tal multiplicidade em gêneros literários ocorre porque novas editoras abrem suas portas a escritores que só precisam de uma chance para tirar seus trabalhos da gaveta. Pois quantos talentos se perdem por não poder mostrar-se?

 

 

Qual sua opinião sobre o ensino brasileiro? Quais as sugestões para melhorar o desempenho de crianças e jovens e até mesmo dos professores, nas escolas do Brasil?

O Brasil é um país rico em produções literárias e artísticas, malgrado se verifique o paradoxo da evasão escolar e um alto índice de analfabetismo funcional. Monteiro Lobato disse “Um país se faz com homens e livros” e não é a toa que o Brasil é pátria de Alberto de Oliveira, Raimundo Correia e Olavo Bilac: a Tríade Parnasiana lia e era lida em seu tempo. Nosso país passa hoje por um processo de retardamento enorme no que concerne a ler livros; processo este que vem do social, passa pelo econômico e descamba no cultural que acaba por derruir o mito do culto às belas-letras. Porém o hábito da pouca leitura não é um apanágio só do brasileiro, pois a truculência atual causa o alheamento que atrofia, atropela e deforma as boas qualidades das pessoas que, em vez de preferirem segurar um livro entre as mãos, optam por empunhar um revólver ou uma faca afiada.

 

 

Fale a respeito do seu livro Anotações da Lagarta Papinha?

Esta obra surgiu da vontade de fazer um paralelo entre a vida de um inseto e a de um ser humano. Como se lê nos 8 capítulos e nas 18 páginas desta obra, o cotidiano da lagarta tem como ponto basilar os mesmos pontos que os das pessoas em geral, que seguem uma rotina e prosseguem vivendo paulatinamente. A parte, a temática conto-de-fadas dos relatos sui generis da protagonista, o ponto alto deste lançamento é a inovação de pôr fotografias reais em vez de ilustrações, como é praxe nos livros infantis. O BookTrailer da obra está no YouTube.

 

 

Ela é um espécime lepidoptera, da ordem de insetos da qual fazem parte as borboletas e mariposas. A Papinha vai virar borboleta?

Eu prefiro não pensar em futuro, pois isto é um papo-cabeça.

 

 

As crianças vão gostar da metamorfose, quem sabe no volume 2?

Tenho certeza que os pequenos leitores adorariam ver Papinha virar borboleta e bater asas, mas, prefiro não mostrar essa parte da vida dela, pois sendo lagarta a protagonista é rotineira e como borboleta seria livre demais e teria outros hábitos que não caberiam tão bem dentro dos 7 dias da semana.

 

 

Por que você recomenda a leitura de seus livros?

A obra da “Escritora 2 em 1” é indicada a todos os seres que são humanos, dado o elevado grau de sua estética do belo que ensina que a arte é a salvaguarda para um status de felicidade e bem-estar, que pode ser auferido por quem o praticar. Ars longa, vita brevis.

 

 

Deixe uma mensagem para seus leitores.

Não é de minha autoria. Mas vou deixar: "Os livros não matam a fome, não suprimem a miséria, não acabam com as desigualdades e com as injustiças do mundo, mas consolam as almas, e fazem-nos sonhar." (Olavo Bilac, o Príncipe dos Poetas Brasileiros).

Acompanhe o trabalho da escritora nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/escritoraJackMichel/

Twitter: https://twitter.com/JackMichel2017

Instagram: https://www.instagram.com/jackmichel2017/

Google+: https://plus.google.com/112246483579431089961

Tumblr: https://escritorajackmichel.tumblr.com/

Pinterest: https://br.pinterest.com/jackmichel2017/

 

 

JackMichel/vídeo:

JackMichel "A Escritora 2 em 1" Promo Video

https://www.youtube.com/watch?v=3F8J4ck6XHU

 

JackMichel "A Escritora 2 em 1" Iº Lugar no II Festival de Poesia de Lisboa - Promo Vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=E3EgcVsLzBA

 

JackMichel Books - Promo Vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=qKNNsL0Kb6E

 

JackMichel na Bienal Internacional do Livro/Rio 2017 - Promo Vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=lJ3IrJ9Gg7Y

 

Booktrailer Arco-Jesus-Íris – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=iBjgF0DkAik&t=34s

 

Spot Televisivo LSD Lua – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=Khg1oKH6WKo

 

Spot Televisivo 1 Anjo MacDermot JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=dmVR-jE07pU&t=31s

 

Spot Televisivo Sorvete De Pizza Mentolado X Torpedo Tomate - JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=Zn5xRdnwJvQ

 

Spot Televisivo Ovo – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=dsBd0O_e5WI

 

Book Trailer Oficial da obra Papatiparapapá

https://www.youtube.com/watch?v=qbC4iWoCsTo

 

Spot Televisivo da obra Sixties – JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=FqOHYwE6Ukw

 

Spot Televisivo da obra Tim, O Menino do Mundo de Lata JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=vNetlo9xB9Q

 

Book Trailer Oficial da Obra Anotações da Lagarta Papinha - JackMichel

https://www.youtube.com/watch?v=3NS_atm9t9Q