Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
2





                                              

                            

 

 

 


Férias na Praia
Férias na Praia

 

Férias na praia

O que nós esperamos o ano todo? Por que nós trabalhamos o ano todo? Pelas férias. As tão sonhadas férias. Principalmente quando elas são gozadas no verão, não é mesmo? Juntamos a grana das férias com a grana do 13º e lá vamos nós a curtir a vida no mais profundo ócio.

E foi numa época como esta que tudo aconteceu.

Juvenal e a esposa decidiram juntar uma graninha durante o ano para passar quinze, eu disse quinze mirrados dias na praia. Casal jovem, sem filhos ainda, iriam aproveitar alguns dias na mais profunda preguiça. Que beleza. Os planos feitos e a agenda conferida para não perder nada:

* colocar pouca roupa na bagagem;

* não esquecer o protetor solar;

* abastecer e revisar o carro antes de pegar a estrada;

* avisar as famílias de que estaremos fora por 15 dias.

E por aí termina a listinha do casal. Coisa pouca! Ufa! Mas uma sensação de que faltava algo naquela lista. O que seria?! Um olhava para o outro e nada. Faltando um dia para a viagem, Juvenal decide conversar com mãe, uma vez que a esposa é jovem e não tem experiência em “arrumar as malas pra viajar”. Sabe como é que é: mãe é mãe e elas sempre têm algo para sugerir. Será? Óbvio que sim.

Eis que a lista ficou assim, após as benditas sugestões da mamãe (quem foi que teve esta ideia imbecil, mesmo?):

  • Colocar dois moletons na mala;
  • Guarda-chuva, sempre pode chover;
  • Protetor para os lábios e rosto;
  • Protetor número 50 -  olha a radiação solar;
  • Hidratante corporal;
  • Bronzeador fator 4, pois o 50 não bronzeia nunca!;
  • Creme para queimaduras do sol;
  • Levar travesseiros;
  • Dois jogos de lençol;
  • Toalhas (várias);
  • Sandálias, no mínimo dois pares;
  • Chinelos, tênis, meias;
  • Bermudas, shorts, vestidos, saias, biquínis (bem comportados, hein?), sungas (eu uso sunga?);
  • Calças jeans;
  • Cangas;
  • Óculos de sol;
  • Escovas, pente, chapinha, barbeador;
  • Baralho (pra quê?) – pode chover;
  • Cobertor – pode esfriar;
  • Repelente contra os mosquitos;
  • Inseticida contra as baratas;
  • Guarda-sol, esteira, cadeira de praia;
  • Comprar uns pacotes de bolachas e/ou salgadinhos para comer na viagem;
  • Deixar as contas pagas - todas;
  • Não se esquecer de pagar a rematrícula da faculdade;
  • Avisar um vizinho sobre a viagem e dar um ‘incentivo’ para ELE não se esquecer de vigiar a casa;
  • Cancelar a assinatura do jornal – isto significa minutos sem fim pendurado ao telefone;
  • Comprar umas revistas e livros para ler na praia;
  • Comprar uns CDs novos para ir escutando na viagem – não esquecer o Cd do rei RC;
  • Deixar o cachorrinho da família com alguém que goste de cachorro (onde encontrar alguém que queira ficar com um dobermann?);
  • Encontrar um hotel pra cachorro;
  • Deixar um cheque pré para o hotel pra cachorro;
  • Pagar à vista o hotel do totó, porque o bendito do hotel não trabalha com pré-datado;
  • Fazer uma bela de uma recarga para o cel da mãe que não quer ficar sem falar com o filhinho;
  • Trocar os pneus carecas – POXA ESTÃO TODOS CARECAS;
  • Dar uma conferida na conta bancária, após tudo isto.

 

NEGATIVO! Após tamanha lista, SALDO NEGATIVO!

O que restou ao jovem casal?

Curtir o ócio nos fundos do quintal da casa numa piscina de plástico de 1000 litros comprada em 24 vezes no cartão ao som do “hit” do momento: “ESSE CARA SOU EU”!