Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
3





                                              

                            

 

 

 


Episódios Militares de Pedro Paulo C. Estigarríbia
Episódios Militares de Pedro Paulo C. Estigarríbia

AS TINTAS DA HONRA

 

HISTÓRIA: Livro apresenta momentos marcantes e principais batalhas protagonizadas pelo exército brasileiro em pinturas de grande formato marcadas pela riqueza dos detalhes históricos.

 

O LIVRO – Episódios Militares de Pedro Paulo Cantalice Estigarríbia. Edição do Autor, 120 páginas. Distribuição restrita a organizações militares e escolas.

 

Quando estava prestes a concluir a pintura AVAÍ, o coronel de Cavalaria do Exército Brasileiro Pedro Paulo Cantalice Estigarríbia foi até o riacho que dá nome a essa emblemática batalha das forças brasileiras contra as tropas de Solano Lopez, durante a Guerra do Paraguai. O militar se surpreendeu: o Avaí era bem menos caudaloso do que havia imaginado. Não titubeou. Retornou ao Brasil, refez os contornos do arroio e entregou a obra.

 

O rigor histórico de Estigarríbia está em todas as suas 252 obras em óleo que reconstroem batalhas épicas do Exército. Parte delas transbordou das paredes de unidades militares no país e representações diplomáticas no Exterior para as 120 páginas do livro EPISÓDIOS MILITARES, que teve a segunda edição lançada em dezembro (a primeira, com 19 obras a menos, saiu em 2006).

 

Para montar os cenários, o coronel reformado, hoje com 81 anos, pesquisa em documentos, realiza entrevistas e visita os locais das guerras. O resultado: reproduções detalhadas dos uniformes de época, dos armamentos (como o fuzil Dreyse ou o mosquetão Mauser) e da cavalaria, composta por cavalos ou pelos blindados M8, que integraram, por exemplo, a Força Expedicionária Brasileira (FEB), que lutou contra o Eixo na II Guerra Mundial. Até equipamentos aparentemente simples, como uma luneta de observação, exigem estudo minucioso.

 

Na capa do livro há uma ilustração do gabinete do comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, em Brasília. Trata-se da reprodução do processo mais solitário de um líder, aquele que pode definir a vitória ou a derrota e o número de mortes. No jargão militar, a chamada ação do comando. Em outras palavras, a decisão do comandante de uma tropa de avançar ou não.

 

Nas páginas internas, diversos episódios marcantes estão retratados, da batalha de Guararapes, confronto fundante da nacionalidade brasileira, até a atuação do Brasil na II Guerra Mundial, com a FEB, passando por guerras travadas na Bacia do Prata. Outros momentos, como o regime militar pós-1964 e a Revolução de 1930, não foram contemplados no volume.

 

 

Fonte: ZeroHora/doc/Rodrigo Lopes (rodrigo.lopes@zerohora.com.br) em 17/12/2017.