Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
13





                                              

                            

 

 

 


Clássicos Franceses
Clássicos Franceses

CLÁSSICOS FRANCESES

 

Nove clássicos de uma das mais antigas, ricas e importantes cinematografias do mundo estiveram em exibição na Mostra Cinema Francês, no Cine Santander.

 

 

O destaque na estreia foi OS OLHOS SEM ROSTO (1960), de Georges Franju. Após a sessão o pesquisador Marcelo Severo falou com o público sobre esse clássico do horror, que conta a história de um cirurgião que teve sua jovem filha desfigurada por um acidente.  Ele passa a sequestrar e mutilar garotas para, com as peles de seus rostos, restituir a beleza da filha.  O filme de Franju foi referência para Pedro Almodóvar realizar A PELE QUE HABITO (2011).

 

 

Também em exibição outros dois longas, o policial O DEMÔNIO DA ALGÉRIA (1937), de Julien Duvivier, que mostra as aventuras do gângster Pépé de Moko, que age em Paris e se refugia na Argélia.  O drama A GRANDE ILUSÃO (1937), de Jean Renoir, que acompanha dois oficiais franceses de origens sociais distintas capturados pelos alemães na I Guerra.