Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
7





                                              

                            

 

 

 


Clássicos Franceses
Clássicos Franceses

CLÁSSICOS FRANCESES

 

Nove clássicos de uma das mais antigas, ricas e importantes cinematografias do mundo estiveram em exibição na Mostra Cinema Francês, no Cine Santander.

 

 

O destaque na estreia foi OS OLHOS SEM ROSTO (1960), de Georges Franju. Após a sessão o pesquisador Marcelo Severo falou com o público sobre esse clássico do horror, que conta a história de um cirurgião que teve sua jovem filha desfigurada por um acidente.  Ele passa a sequestrar e mutilar garotas para, com as peles de seus rostos, restituir a beleza da filha.  O filme de Franju foi referência para Pedro Almodóvar realizar A PELE QUE HABITO (2011).

 

 

Também em exibição outros dois longas, o policial O DEMÔNIO DA ALGÉRIA (1937), de Julien Duvivier, que mostra as aventuras do gângster Pépé de Moko, que age em Paris e se refugia na Argélia.  O drama A GRANDE ILUSÃO (1937), de Jean Renoir, que acompanha dois oficiais franceses de origens sociais distintas capturados pelos alemães na I Guerra.