Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
6





                                              

                            

 

 

 


As Principais Mudanças por Cristiane Vilarinho
As Principais Mudanças por Cristiane Vilarinho

O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO

AS PRINCIPAIS MUDANÇAS

 Principais Mudanças – 0,5% DAS PALAVRAS

Acréscimo de Y, K e W ao alfabeto;

  • Regras de acentuação;
  • Regras de hífen;
  • Trema.

Quando se usam as letras K, Y e W.

  • Em nomes estrangeiros e seus derivados;

Ex.: Byron, byroniano,Darwin, darwinismo,Kafka, kafkiano.

Quando se usam as letras K, Y e W

  • Em siglas, símbolos e em palavras adotadas como unidades de medida de uso internacional;
  • KLM; K-Potássio; W-oeste (oeste)
  • Na sequência de uma enumeração;

 

As mudanças ocorridas foram na acentuação e no emprego do hífen. Houve também o retorno das letras K, W e Y que, na prática, nunca deixaram de existir.

 

Trema

TREMA

1- O trema, sinal gráfico utilizado sobre a letra u dos grupos que, qui, gue, gui, deixa de existir na língua portuguesa.

Exemplos: pinguim, linguiça, sequência.

TREMA – ATENÇÃO!

A mudança é apenas na grafia; a pronúncia das palavras não muda, nem pode mudar. Por isso, mesmo que um dia se escreva linguiça, o U continuará a ser pronunciado obrigatoriamente.

 

TREMA – ATENÇÃO!

O acordo prevê que o trema seja mantido apenas em nomes próprios de origem estrangeira, bem como em seus derivados. Exemplos: Müller, mülleriano.

 

O trema não mais existe em Língua Portuguesa a partir do acordo. Todavia, será mantido em palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros e nos nomes de origem estrangeira: hübneriano, Müller etc. Vale salientar que, apesar da queda do trema, a pronúncia das palavras não muda!

Acentuação

 Acentuação das oxítonas

  • Não houve alteração!!
  • Atenção para não confundir com as paroxítonas!!!
  • Herói e heroico. (ei, oi)

 

ÚNICA MUDANÇA – PAROXÍTONAS

  • VALE LEMBRAR: Mesmo com a perda do acento gráfico de algumas palavras, elas continuarão a ser pronunciadas como antes.
  • Ex.: ideia, assembleia.
  • ACENTO AGUDO - O acento agudo DESAPARECERÁ em três casos:
  • 1- nos ditongos (encontros de duas vogais proferidas em uma só sílaba) abertos éi e   ói das palavras paroxítonas (aquelas cuja sílaba pronunciada com mais intensidade é a penúltima).
  • Exemplos: jiboiaheroicoparanoiageleiaideiaassembleiaapoio.
  • ACENTO AGUDO – ATENÇÃO!
  • Essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam sendo acentuadas as palavras oxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói, óis.
  • Exemplos: papéis, herói, heróis, troféu, troféus, chapéu, chapéus, anéis, dói, céu, ilhéu.

 

 

 

No que concerne aos acentos, as mudanças ocorreram nas paroxítonas, palavras cuja sílaba tônica é a penúltima. Vejamos as principais mudanças:

 

  1. Nos ditongos abertos éi e ói das paroxítonas o acento caiu. Assim, termos como: colméia, estréia, geléia, idéia, jibóia, heróico, platéia, jóia, apóio (de apoiar), dentre outras, ficam: colmeia, estreia, geleia, ideia, jiboia, heroico, plateia, joia, apoio.

Importante: Lembre-se de que essa primeira regra é válida para as paroxítonas e, portanto, as oxítonas, ou seja, as palavras cujo acento tônico recai sobre a última sílaba continuam acentuadas: anéis, fiéis, papéis, heróis, troféu, chapéu etc. 

2. O acento no i e u tônicos não existe mais quando vierem depois de ditongos nas paroxítonas. Dessa forma, vocábulos como: feiúra, baiúca, bocaiúva e cauíla, ficam: feiura, baiuca, bocaiuva e cauila.

 ACENTO AGUDO – ATENÇÃO!

O acento continua no I e no U tônicos quando vierem depois de vogal ou ditongo e estiverem sozinhos ou formando sílaba com S.

Exemplos: juízesgaúchosaístereúnosaúdearcaísmo.

ACENTO AGUDO – ATENÇÃO!

Se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem em posição final (ou
seguidos de s), o acento permanece.

Exemplo: Piauí.

3- Nas formas verbais que possuem o u tônico precedido das letras g ou q e seguido de ou i. Esses casos ocorrem apenas nas formas verbais de arguir e redarguir.

Exemplos: argúi      passa a argui

               argúem      passa a    arguem

 

3. Nas formas verbais paroxítonas que possuem o e tônico fechado em hiato (sons vocálicos adjacentes que ficam em sílabas separadas) com a terminação – na terceira pessoa do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo.

 

4. Na vogal tônica fechada (^) em o nas paroxítonas, precedidas ou não de “s”: abençoo, doo (do verbo doar), enjoo, voo, povoo, perdoo etc. Com exceção dessas duas situações o restante continua igual!

 

Observação: os verbos “ter” e “vir” continuam com a conjugação normal na terceira pessoa do plural do indicativo: eles/elas têm, eles/elas vêm.

U tônico

 

A letra u não será mais acentuada nas sílabas que, qui, gue, gui dos verbos como arguir, redarguir, apaziguar, averiguar, obliquar. Assim, temos apazigue (em vez de apazigúe), argui (em vez de ele argúi), averigue, oblique.

 

I e U tônicos

As palavras paroxítonas que têm i ou u tônicos precedidos por ditongos não serão mais acentuadas. Desta forma, agora escreve-se feiura, baiuca, boiuno, cauila. Essa regra não vale quando se trata de palavras oxítonas; nesses casos, o acento permanece. Assim, continua correto Piauí, teiús, tuiuiú.

 

Acento diferencial

 

O acento diferencial é utilizado para auxiliar na identificação de palavras homófonas (que possuem a mesma pronúncia). Com o acordo ortográfico, ele deixará de existir nos seguintes casos:

 

Exemplos: pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.

 

Entretanto, existem duas palavras que continuarão recebendo acento diferencial:

 

Pôr (verbo) -> para não ser confundido com a preposição por.

 

Pôde (verbo poder conjugado no passado) -> para que não seja confundido com pode (forma conjugada no presente).

Torna-se facultativo o acento de fôrma, para diferenciar de forma substantivo ou terceira pessoa do singular do verbo FORMAR no presente do indicativo. Na prática, a sugestão de Bechara (2008) é que a grafia fôrma deve ser usada apenas nos casos em que houver ambiguidade, como nos versos do poema “Os sapos”, de Manuel Bandeira: “Reduzi sem danos| A fôrmas a forma.”

ACENTO CIRCUNFLEXO

1 — Palavras terminadas em ÊE ÔO (oshiatos tônicos) deixam de ser acentuadas:

Exemplos: vooabençooreleemdeem.

ACENTO CIRCUNFLEXO

2- Nas terminações êem, que ocorrem nas formas conjugadas da terceira pessoa do plural dos verbos ler, dar, ver, crer e seus derivados.

Exemplos: creem, deem, veem, descreem, releem, reveem.

  • A grafia fôrma deve ser usada apenas nos casos em que houver ambiguidade, como nos versos do poema “Os sapos”, de Manuel Bandeira: “Reduzi sem danos| A fôrmas a forma.”
  • ACENTO CIRCUNFLEXO – ATENÇÃO!
  • Os verbos ter e vir (e seus derivados) continuam sendo acentuados na terceira pessoa do plural.
  • Exemplos: Ele tem três filhos. Eles têm três filhos.
  • Ele vêm para a festa de sábado. Eles vêm para a festa de sábado. 
  • Eles intervêm na economia.

 

 

Mudanças no emprego do HÍFEN

A — Com prefixos:

1 — Usaremos hífen quando o prefixo terminar por vogal idêntica à que inicia o segundo elemento:

      anti-inflamatório    micro-onda      micro-organismo

      neo-ortodoxo              tele-entrega     contra-ataque

Se as vogais forem diferentes, contudo, não há hífen:

      antiestático     microindústria      extraoficial

      infraestrutura     autoestrada      neoimpressionismo

 

.  2 — Usaremos hífen sempre que o segundo elemento começar por H:

       geo-história                   mini-hospital     

   sub-habitação.

 

3 — Não se usa o hífen quando o prefixo terminar em vogal e o segundo elemento começar por R ou S. Nesse caso, a consoante será duplicada:

       contrarregra         autosserviço       contrassenha

       neorrealismo        ultrassom           antissemita

 

HÍFEN – ATENÇÃO!

Se o prefixo terminar com consoante, usa-se hífen se o segundo elemento começar com a mesma consoante.

Exemplos: hiper-requintado, inter-racial, super-resistente, super-romântico etc.

 

A alteração mais complexa, certamente, diz respeito ao uso do hífen. Veja o quadro com um resumo feito pelo Prof. Sérgio Nogueira para o portal do G1, na Internet:

Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição: girassol, paraquedasparaquedistamadressilvamandachuvapontapé etc.

 

Prefixos = Agro, ante, anti, arqui, auto, contra, extra, infra, intra, macro, mega, micro, maxi, mini, semi, sobre, supra, tele, ultra...

Hiper, inter, super

Sub

Vice

Pan, circum

Usa hífen  = Quando a palavra seguinte começa com h ou com vogal igual à última do prefixo: auto-hipnose, auto-observação, anti-herói, anti-imperialista, micro-ondas, mini-hotel

Quando a palavra seguinte começa com h ou com r: super-homem, inter-regional

Sempre: vice-rei, vice-presidente

Quando a palavra seguinte começa com h, m, n ou vogais: pan-americano, circum-hospitalar

 

Não usa hífen = Em todos os demais casos: autorretrato, autossustentável, autoanálise, autocontrole, antirracista, antissocial, antivírus, minidicionário, minissaia, minirreforma, ultrassom

Em todos os demais casos: hiperinflação, supersônico

Em todos os demais casos: subsecretário, subeditor

Em todos os demais casos: pansexual, circuncisão

De todo modo, o texto original do acordo pode ser encontrado em: <http://www.abril.com.br/arquivo/acordo_ortografico.pdf>.

Os países que assinaram o acordo

  • Portugal
  • Brasil
  • Cabo Verde
  • São Tomé e Príncipe
  • Angola
  • Guiné-Bissau

 

ALFABETO

O alfabeto passará a ter 26 letras. Além das atuais, serão incorporadas oficialmente as letras kw e y. Observe a posição das novas letras no alfabeto

A B C D E F G H I J KL M N O P Q R S T U V W X YZ

 

 

Indique se a palavra destacada no enunciado a seguir está grafada segundo o Novo Acordo.

1-    Júlia comprou uma minissaia nova para sair com as amigas.

2-   1- Júlia comprou uma minissaia nova para sair com as amigas.

3-   Comentário: CERTO. Quando o prefixo terminar em vogal e a palavra seguinte começar por r ou s, essas letras deverão ser dobradas e a palavra será escrita sem hífen. Assim, tem-se minissaia.

 

4-   Indique se a palavra destacada no enunciado a seguir está grafada segundo o Novo Acordo.

5-   2- Corri 24 kilômetros para completar a prova.

2- Corri 24 kilômetros para completar a prova.

6-   Comentário: O K, assim como o W e o Y, agora fazem parte oficialmente do nosso alfabeto. No entanto, essas novas letras não alteram a grafia das palavras já existentes. Assim, a forma correta é quilômetro.

 

7-   Indique se a palavra destacada no enunciado a seguir está grafada segundo o Novo Acordo.

8-   3- Tive uma idéia brilhante para a monografia.

3- Tive uma idéia brilhante para a monografia.

9-   Comentário: ERRADO. Não acentuamos mais os ditongos éi ói de palavras paroxítonas. Assim, a forma correta é ideia.

 

10-    Indique se a palavra destacada no enunciado a seguir está grafada segundo o Novo Acordo.

4- O microônibus estava lotado hoje de manhã. 4- O microônibus estava lotado hoje de manhã.

Comentário: ERRADO. Com o Novo Acordo, o hífen passará a ser utilizado quando a palavra for formada por um prefixo terminado em vogal e a palavra seguinte iniciar pela mesma vogal. O correto é micro-ônibus.

 

Indique se a palavra destacada no enunciado a seguir está grafada segundo o Novo Acordo.

5- Muitos fãs do superomem detestaram o novo filme da Universal.

5- Muitos fãs do superomem detestaram o novo filme da Universal.

Comentário: ERRADO. A regra do hífen não alterou os casos em que o elemento seguinte ao prefixo iniciar pela letra H: palavras compostas com H no meio sempre pedirão hífen. Assim, a forma correta é super-homem.

Na manchete abaixo, há um erro em relação à grafia do verbo vir. Explique-o.

 

 

Comentário. Os verbos ter e vir (e seus derivados) continuam sendo acentuados na terceira pessoa do plural. Tendo em vista que, na manchete apresentada, a concordância do verbo deve ser feita com o substantivo “manchete” (3ª pessoa do singular), é possível perceber o erro.