Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
6





                                              

                            

 

 

 


A Utilidade do Inútil de Nuccio Ordine
A Utilidade do Inútil de Nuccio Ordine

EM DEFESA DO HUMANISMO

 

Autor de A UTILIDADE DO INÚTIL, Nuccio Ordine participará, em Porto Alegre, de encontro que deve discutir a importância dos saberes humanistas – inclusive em áreas nas quais se destacam a pesquisa científica e o avanço tecnológico.

 

Nesta segunda e terça-feira (4 e 5/set) a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) promoverá o II Encontro de Educação e Humanidades nas Ciências da Saúde: A Utilidade dos Saberes Inúteis. O título da edição, com toda sua carga de irreverência, é uma reverência ao manifesto escrito em 2013 por Nuccio Ordine, cujo título é A UTILIDADE DO INÚTIL (publicado no Brasil pela editora Zahar em 2016). Tal livro, que se tornou um best-seller, projetou Ordine como um dos maiores defensores da educação, da cultura e dos saberes humanísticos como bases fundamentais para o desenvolvimento das sociedades.

 

É Ordine quem proferirá a conferência de abertura do evento, discutindo a importância desses saberes nas sociedades contemporâneas, cada vez mais reféns do utilitarismo e de uma visão de mundo centrada em uma perspectiva puramente cientificista e tecnológica como única via de acesso à “evolução” e ao “crescimento”. Para o professor de filosofia e literatura da Universidade da Calábria, colunista do jornal italiano Corriere della Sera, as ciências e as tecnologias têm grande importância, sim, mas não têm um sentido per se, tanto porque são, elas mesmas, produtos de uma cultura humana, quanto porque seu propósito só se sustenta quando empregado em benefício da própria humanidade, dos sujeitos que a constituem.

 

A formação dos futuros profissionais, sobretudo aqueles que se dedicarão às áreas da educação e da saúde, não pode, portanto, dar-se unicamente sobre modelos cientificistas e biológicos, mas deve necessariamente passar por uma perspectiva humanística e social. Em sua obra, Ordine nos mostra que essa relação não é nova, mas que, mais do que nunca, precisa ser fortalecida.

 

Em seu livro TEORIA DA NOVELA E TEORIA DO RISO NO SÉCULO XVI (2009), por exemplo, Ordine se ocupa das relações entre a literatura e a medicina no Renascimento europeu, analisando, entre outras coisas, o uso terapêutico do riso. Já no recente TRÊS COROAS PARA UM REI (2015), analisa a mitológica figura do centauro Quíron (n’O PRÍNCIPE, de Maquiavel, Quíron é o mestre que ensina Aquiles a governar), que é também o mestre de Esculápio, deus/pai da Medicina. Ordine observa então que, para Maquiavel, O Príncipe é um médico que cura os males da cidade. Médico e príncipe têm, portanto, uma tarefa semelhante: enquanto um é o responsável por curar as doenças do corpo, o outro deve se ocupar das doenças da vida política. As relações políticas como uma das faces das relações humanas, aliás, são um dos grandes temas tratados por Nuccio Ordine, que as explorou profunda e detalhadamente em seus estudos sobre as sociedades renascentistas.

 

Figurando internacionalmente como um dos maiores especialistas em Renascimento e Giordano Bruno, dedicou a este três livros, traduzidos em nove línguas: A CABALA DO ASNO: ASINIDADE E CONHECIMENTO em Giordano Bruno (1995), O UMBRAL DA SOMBRA: LITERATURA< FILOSOFIA E PINTURA em Giordano Bruno (2003) – já publicados no Brasil – e CONTRA O EVANGELHO ARMADO: GIORDANO BRUNO, RONSARD E A RELIGIÃO (2007).


Ordine também é autor de vários artigos e livros sobre a literatura italiana (sendo o mais recente deles CLÁSSICOS PARA A VIDA) e o pensamento filosófico europeu, que repercutem no mundo inteiro junto ao público e a importantes intelectuais como Eugenio Garin, Fernando Savater, George Steiner, Pierre Hadot e Umberto Eco. Inumeros prêmios, títulos e condecorações já lhe foram outorgados por parte de prestigiosas instituições internacionais como sinal de reconhecimento por seu relevante trabalho. Em junho deste ano, a Universidade de Caxias do Sul (UCS), cuja editora publicou os primeiros livros de Ordine no Brasil, concedeu-lhe o título de Doutor Honoris Causa, sendo sua outorga marcada para esta terça-feira, em cerimônia alusiva aos 50 anos de existência da instituição. No dia anterior, e poucas horas antes de proferir sua conferência na UFCSPA, receberá também dessa universidade o título de Professor Honoris Causa. Esta é a primeira vez que a UFCSPA concede a alguém a mais alta honraria acadêmica.


Fonte: ZeroHora/Caderno DOC/Ana Boff de Godoy (Professora de Língua e Cultura Italiana da UFCSPA e tradutora) e Luiz carlos Bombassaro (Professor de Filosofia da UFRGS e tradutor das Obras de Nuccio Ordine e Giordano Bruno) em 03/09/2017.