Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
10





                                              

                            

 

 

 


A Influência das Novas Tecnologias na Família (LM)
A Influência das Novas Tecnologias na Família (LM)

 A INFLUENCIA DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA FAMILIA

 Sabemos que nesta nova era, muito se fala sobre o benefício das novas tecnologias no novo mercado do trabalho. Estamos cada vez mais conscientes das suas grandes vantagens e sobre este aspeto basta apenas enumerar uma

 A comunicação mais rápida com o mundo. E sobre a prova deste grande acontecimento não há margem de dúvida dos seus grandes propósitos.   

 Porém, também estamos de plena consciência de que o mundo se virou ao contrário. Neste contexto, muitas questões haveria aqui para refletirmos. Mas, começamos por perguntar. O que mudou na família?

A família deixou de ser o centro do diálogo. E como consequência, surgem enormes problemas devido a esta falha de intimidade entre pais e filhos. Sabemos que por esta razão os filhos procuram e aceitam com mais simpatia e agrado os conselhos dos seus amigos, ou procuram obter mais uma vez essas informações pelas novas tecnologias. E é sobre a tomada destas atitudes que o flagelo se propaga e sentimos cada vez mais a contaminação da doença do século. O ISOLAMENTO DOS MENBROS NA FAMILIA:

 Os filhos não chegam a ter conhecimento do que é ter confiança nos próprios pais, de forma que possam ter uma conversa aberta com eles expondo-lhes o problema que os aflige. E tendo nós a plena consciência de que os pais são sempre os melhores amigos dos filhos e querem sempre o melhor para eles podemos perguntar:

- Porque é que os pais não são o melhor meio de ajudar os seus filhos?

Estamos conscientes de que muitos dos valores do alicerce sólido da família se foram perdendo e conforme o tempo passa, cada elemento da família vai criando também uma vida muito própria. Cada um vive para si e neste sentido, gera-se uma bandeira egocêntrica na conduta das suas únicas preocupações e aspirações.

 A família caminha em rumos diferenciados e a maior falha humana é o esquecimento das suas próprias origens, das suas crenças e todas as linhas orientadoras que abraçavam o equilíbrio de uma família de há décadas atrás.

 Recordamos apenas como eram as refeições em família. Todos sabiam esperar uns pelos outros. Nunca ninguém se sentava sem rezar a oração de agradecimento pelo alimento concedido nessa refeição. E onde estão as conversas daqueles serões em família? Todos comungavam e partilhavam do sentimento comum que os unia nessa vida.

ONDE ESTÀ O NOSSO PAPEL DE PAIS?

 Por Lurdes Maravilha