Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
9





                                              

                            

 

 

 


6 - Dúvidas Eternas por Sérgio Nogueira
6 - Dúvidas Eternas por Sérgio Nogueira

 

6 - DÚVIDAS ETERNAS  por Sérgio Nogueira

 

MAS ou MAIS?

Quem nunca se confundiu na hora de empregar as palavras MAS e MAIS, não é mesmo?

O problema é que essas duas palavras tão parecidas tem significados diferentes e, portanto, devem ser empregadas em situações também diferentes.

Vamos às diferenças.

A palavra MAS deve ser usada em situações que indicam oposição, sentido contrário, como em “Ele estudou muito, MAS não passou no vestibular”.

Perceba que nesse caso a palavra MAS pode ser substituída pelas palavras PORÉM, TODAVIA, CONTUDO...

Já a palavra MAIS (com i) é usada, principalmente, para indicar o aumento da quantidade ou intensidade.

“Ela é a menina mais bonita da sala”.

Note que a palavra MAIS nesse caso é o contrário de menos.

Temos ainda a forma MÁS (com acento agudo), que é o feminino de MAUS e plural de MÁ:

“Eram pessoas muito MÁS.”

 

Como se pronuncia a palavra TÓXICO?

É muito comum as pessoas se confundirem na hora de falar as palavras escritas com X.

Isso acontece porque a letra X tem vários sons.

Por exemplo, tem o som de KS, como em táxi; de SS, (como em próximo), o som de S, como em experiente, e ainda o som de Z, como em exame.

E para dificultar um pouco mais a nossa vida, em algumas palavras ela tem o som de CH, como em caixa, peixe, paixão.

E é aí que os problemas surgem.

Você, por exemplo, fala tóCHIco ou tóKSico?

Cuidado!  O correto é tóxico com som de KS.  E todas as palavras dessa mesma família seguem este padrão:  intoxicar, intoxicada, intoxicação...

Você sabia que em algumas palavras a letra X é como se não tivesse som?  É o que acontece, por exemplo, com as palavras com o dígrafo XC (duas letras com um único som) exceção, excelente e excitante, entre outras.

 

Ele é MENOR ou ele é DE MENOR?

Agora vamos falar de uma mania que se espalhou de tal jeito que as pessoas já não sabem se estão falando certo ou errado.

É o caso da expressão DE MENOR, que já é empregada até pelos meios de comunicação.

Mas cuidado!  Embora amplamente utilizada e aceita por alguns estudiosos, ela não é oficial.

Eu vou explicar.

Se você diz:  Eu sou menor de tamanho, deve dizer...

Eu sou menor de idade.

Se quiser reduzir a expressão, diga apenas Eu sou menor, mas não DE MENOR!

 

Outra expressão que deve ser evitada é o POR CAUSA QUE.

A palavra CAUSA exige a preposição DE, que pode vir acompanhada do artigo O ou do artigo A, formando DO e DA.

Se falamos:  Segundo o candidato, a causa DA violência é a miséria...

Poderia falar:  Segundo o candidato, por causa DA miséria existe violência.

Quer saber de outra possibilidade?

No lugar de POR CAUSA QUE, podemos colocar PORQUE:

Segundo o candidato, existe violência PORQUE há muita miséria.

 

TEM ou TÊM?

Você alguma vez já se perguntou por que a forma verbal TEM às vezes aparece com o acento circunflexo e às vezes ela vem sem o acento?

Hoje eu vou explicar por quê.

Você deve usar a forma verbal TEM sem acento circunflexo quando ela se referir à terceira pessoa do singular.  Por exemplo, em:

Maria TEM 20 anos;

A forma verbal TEM não leva acento, pois se refere à terceira pessoa do singular.

Mas se a frase for:

Maria e Carlos TÊM 20 anos;  aí se trata de terceira pessoa do plural e o TEM leva acento circunflexo.

Assim sendo:]Ele tem, mas eles têm.

Mas cuidado com os verbos derivados do verbo TER como MANTER, RETER, CONTER...

Além de apresentar o acento circunflexo na terceira pessoa do plural, eles ganham um acento agudo na terceira pessoa do singular:

Ele mantém / eles mantêm;

Ele retém / eles retêm;

Ele contém / eles contêm.

 

Fonte Jornal O Sul (snconsultoria@terra.com.br)